12 Junho, 2017 9:37

Obras com apoio da Fapepi são lançadas em último dia do Salipi

Mais três obras de pesquisadores que receberam apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) foram lançadas no Bate-Papo literário do último dia do 15º Salão do Livro do Piauí (Salipi). A iniciativa da Fundação traz visibilidade aos pesquisadores piauienses que publicam os resultados de seus estudos, expondo-os na maior vitrine do estado em relação à promoção da leitura.

Para a professora Edna M. M. do Nascimento, autora do livro Pragmatismo – uma filosofia da ação: de Dewey a Paulo Freire, “a Fapepi está de parabéns. Eu gosto muito da maneira como está sendo divulgado os trabalhos porque normalmente fica por conta do autor e esse empenho da Fundação na difusão das nossas obras é uma grande ajuda. ”. O livro é de interesse de estudantes universitários, de pós-graduação e interessados em compreender a filosofia do pragmatismo, do ponto de vista americano, mostrando que o critério da verdade baseia-se na experiência. Essa doutrina é discutida na obra de dois autores brasileiros: Anísio Teixeira e Paulo Freire.

A professora Algemira de Macêdo Mendes é uma das organizadoras do livro Literatura e Gênero: alteridade e poder (des)construindo paradigmas. “Esse livro é fruto de um evento que promovemos e convidamos conferencistas de vários países para discutir as questões de gênero na literatura. Por exemplo, por que existem poucas escritoras publicadas? Por que a cena literária prioriza mais homens do que mulheres? E com relação as personagens dos autores masculinos, como eles tratam a relação homem-mulher, da mulher na sociedade? Então, a gente vai, como título diz, desconstruindo esses paradigmas que a mulher foi colocada sempre do lado inferior, do ponto de vista da vida privada, enquanto que o homem tem vida pública. Então, são essas questões voltadas também como reflexos das lutas do feminismo que a gente foi trazendo para a discussão política mesmo da literatura escrita por mulheres”, explicou Algemira Mendes. Para a professora, a divulgação de obras de pesquisadores no Salipi também é importante para a Fapepi, pois dá visibilidade às ações da Fundação.

O professor Fábio Abreu Passos reconheceu a importância da Fapepi no cenário de divulgação científica. “Sem sombra de dúvida a Fapepi aparece hoje no cenário piauiense com uma das grandes incentivadoras da pesquisa científica. Sem o apoio seria inviável a publicação dessa obra e tantas obras de colegas fomentados pela Fapepi e esse momento de exposição excelente. Não escrevemos e publicamos livros para que não sejam lidos. Queremos que as pessoas saibam dessas publicações e esse momento no Salipi enriquece muito o debate”, colocou. Fábio Passos é autor do livro A Faculdade do Pensamento em Hanna Arendt: Implicações Políticas, que trata da vida da autora no totalitarismo.

“Eu trago de que maneira a faculdade de pensamento pode ter implicações políticas, uma vez que para a autora o pensamento não nos dota com a capacidade de agir, mas a minha aposta no livro é que em situações limites, quando não há possibilidade de ações política, o não agir que é inspirado pelo pensar aparece como um tipo de ação, ou seja, quando as pessoas não aceitam aderir a regimes que não tem significado para eles, como por exemplo no totalitarismo”, explicou.