10 Novembro, 2016 10:15

Fapepi leva conhecimento e novas oportunidades à comunidade rural em Oeiras

Jhussyenna Reis
Estudantes recebem revista Sapiência Jr

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) realizou uma visita na última quarta-feira (09) à comunidade Exú, localizada na zona rural da cidade de Oeiras (PI). Na oportunidade, o diretor técnico-científico da Fapepi, Albemerc Moraes convidou também a Dr. Janaína Mitsue Kimpara, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), de Parnaíba, para apresentar o projeto “Sisteminha Embrapa” aos moradores, já que a expectativa é aliar o projeto ao de energia solar já existente. 

Vale lembrar que a Sapiência Jr. é uma publicação complementar à revista Sapiência que é, por sua vez, a única revista de divulgação científica do Piauí. O suplemento infantil tem como objetivo desmistificar a ciência para crianças, trazendo temas atuais do universo científico em uma linguagem simples e direta. Ambas as publicações são produzidas trimestralmente pela Fapepi. “A Revista Sapiência Jr. é um recurso maravilhoso voltando os temas científicos para a garotada. Essa atenção especial envolve essas crianças e ajuda a integrá-los em um mundo de conhecimento que pode futuramente melhorar suas vidas”, reforça o diretor.

Vitória tem 10 anos e ficou animada com o tema. “O sol é a melhor energia porque a gente tem todo dia e também a gente aprendeu que ele não polui o nosso meio ambiente”, disse. Após a breve conversa com as crianças, a equipe verificou o funcionamento do poço da comunidade que é bombeado através da energia solar. São duas placas em tamanho grande e que estão em perfeito funcionamento, beneficiando assim os moradores de Exú.

Sobre o projeto Sisteminha Embrapa, três moradores solicitaram a participação, o que deve abrir caminhos para o início do trabalho na região. O projeto é um Sistema Integrado Alternativo para produção de Alimento, ou seja, basicamente ele forma o microempreendedor individual com um sistema baseado em uma tecnologia de baixo investimento e autossustentável para o agricultou familiar. Uma novidade de implantar esse trabalho na comunidade Exú será justamente aliar à tecnologia da energia solar para o funcionamento de todo o sistema.