25 Janeiro, 2017 11:08

2017 começa com liberação de verbas e novas parcerias na pesquisa científica do Piauí

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) começou bem o ano de 2017. No último dia 23 de janeiro o Governador do Estado, Wellington Dias, liberou R$ 464.000,00 (quatrocentos e sessenta e quatro mil reais) do Tesouro Estadual. Esse valor será aplicado nos três primeiros editais do ano, que a Fundação deve lançar nos próximos dias.

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes, explicou que os editais são os mais aguardados pelos pesquisadores e também, juntos, são peças importantes no fomento à pesquisa no estado. "Serão três editais: o primeiro é do Programa de Auxílio à Participação de Eventos Científicos que possibilita ao nosso pesquisador apresentar sua produção em outros estados e até outros países; o segundo edital é voltado para o Programa de Auxílio à Organização de Eventos Científicos e o terceiro é do Programa de Auxílio para Publicação Científica. Este último disponibiliza apoio financeiro para a publicação de livros impressos ou digitais. Em 2016 publicamos 23 livros e a nossa meta é dobrar o número este ano", destacou.

O ato foi oficializado durante solenidade em Oeiras, no auditório do Instituto Federal de Educação Tecnológica do Piauí (IFPI). Na oportunidade, o Governador também assinou os termos de outorga dos pesquisadores que tiveram suas propostas de pesquisa selecionadas pelo Programa de Fomento à Popularização da Ciência. Dos 7 projetos oriundos de escolas estaduais que foram aprovados, 6 deles são da região de Oeiras e seus representantes estiveram presentes no evento e receberam aplausos da população.

Outro passo que marca esse primeiro mês do ano para a Fapepi foi a oficialização, também pelo Governador do Estado, de uma parceria entre a Fundação, a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e o Banco do Nordeste. Neste acordo, o objetivo é a instalação de estudos para a revitalização do solo da plantação de milho no município de Santa Rosa do Piauí. A prefeitura do município bem como a Cooperativa Agrícola de Santa Rosa do Piauí são duas instituições locais que também estão em total sintonia com o projeto.

O Governo do Estado tem cultivado muito na área da pesquisa científica, já que os estudos são o caminho mais coerente para se desenvolver tecnologia própria e também deslanchar em geração de qualidade de vida e renda. "Queremos, cada vez mais, apoiar os nossos pesquisadores e também que os resultados dessas pesquisas sejam não só vistos, mas aproveitados de forma benéfica pela população", comentou o governador Wellington Dias durante a assinatura dos termos.